Cooperativa Agrária dos Cafeicultores de São Gabriel - COOABRIEL
Cooperativa Eventos Links Serviços Sala do Produtor Programas Técnicos Email de contato
CooabSal

X CONCURSO LISTA DOS 20 CLASSIFICADOS (EM ORDEM PREMIAÇÃO)

Assista aos vídeos

CooabSal Cooabriel - Institucional e 50 anos

CooabSal Ricardo Ferraço, 50 anos da Cooabriel

Cooabriel VT 2012 RESULTADOS 2011


Área Restrita

COOABRIEL alavanca o desenvolvimento

 Uma empresa ética promove o desenvolvimento da sociedade porque estimula a economia, arrecada impostos, faz crescer o número de empregos e se envolve na busca de soluções para os problemas das comunidades em que está inserida.

A Cooabriel é uma empresa de  princípios éticos,  de grande importância para as localidades onde atua. Participa do desenvolvimento junto com o produtor, sendo grande fonte arrecadadora de rendas para as prefeituras municipais, e por isto promove melhorias.

Para exemplificar, vamos tomar os dados do ano de 2003, fornecidos pelo NAC - Núcleo de Atendimento ao Contribuinte, no município de São Gabriel da Palha, onde está a sede da Cooperativa. Em 2003, com centenas de empresas, a Cooabriel foi a empresa que mais movimentou o município de São Gabriel da Palha, arrecadando 41,7% de impostos diretos. O produto que gerou mais renda para o município em 2003, foi o café, com 59% do total de toda a arrecadação.

Além, do café com 59%, outros produtos agropecuários no município, como frutas (7%), gado (4%), leite (2,5%) e mudas de café (1,5%), participaram com 15% do total, o que equivale dizer que a soma dos produtos agropecuários corresponde a 74% da receita gerada no município, ficando os outros 26% para comércio, indústrias, prestação de serviços...

Essa análise de dados demonstra a importância da Cooabriel no processo de desenvolvimento da comunidade. Do total de ICMS gerado pelo café no município de São Gabriel de R$2.333.955,20, a Cooperativa gerou R$1.649.592,06, que corresponde a 41.7% do total de R$3.955.856,26 em ICMS.

Quando a cooperativa guia o café dos produtores, está contido na guia o local da origem do café e as informações que tornam a operação verdadeira, gerando o imposto que é devolvido para o município.

Assim também ocorreu com as vendas de produtos agropecuários para fora do estado declarado (ORIGEM DE S.GABRIEL – ANO 2003) que do total R$6.940.493,00, a COOABRIEL declarou R$4.293.845,00 no ano de 2003.

O Exemplo acima foi levantado em São Gabriel da Palha, mas em todos os municípios em que a Cooabriel está realizando a operação com seus sócios, lá é aplicado o princípio da ética social.

Em São Gabriel da Palha, a Cooabriel recepcionou 102.000 sacas de café de seus sócios em 2003. Considerando a estimativa de uma safra em torno de 200.000 sacas no município, a Cooperativa absorveu cerca de 50% da safra. Gerando um retorno de 41,7% de ICMS para ser empregado no município. A outra metade da safra do município recepcionada por outras empresas, geraram somente 17,3% de retorno de ICMS.

O Presidente da Cooabriel, Antônio Joaquim de Souza Neto, em recente encontro com produtores, demonstrou esses dados, avaliando como a concorrência leal pode promover o crescimento e a melhoria da qualidade de vida de uma população. O presidente enfatizou que o imposto recolhido tem o fim de desenvolver ações de melhorias no município. Os administradores públicos devem investir isto em melhorias para a comunidade na forma de educação, saúde, benfeitorias, segurança. Para ele, a Cooperativa, o cooperativismo é de uma importância muito grande nesse processo, pois além da ação justa que exerce, abri os olhos de quem contribui. “Se o cidadão contribui ele tem que ter contrapartida dos serviços e se isto não ocorre, cabe a todos nós reivindicarmos  junto aos representantes” - enfatizou o presidente.

Ele recorda uma frase do presidente da Associação Comercial de São Paulo, Guilherme Afif Domingos em entrevista ao site do Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial – ETCO quando diz... “Não existe governo ruim para povo organizado. Se a sociedade é esclarecida e organizada, ela é pagadora de impostos. Tem direitos e pode exigir. Ela não vai ficar mais no posto de saúde e nem vai ficar quieta diante da matrícula da escola que não conseguiu, nem da falta de qualidade de ensino do seu filho, isso vale para qualquer cidadão. Nós temos que começar a ensinar o cidadão a reagir porque o Estado não é bonzinho, nem está dando nada de graça. Ele tem obrigação de servir”.

 

MATÉRIA JORNAL DA COOABRIEL EDIÇÃO 148 – SETEMBRO/OUTUBRO/04

  Declaração dos produtos agropecuários – 2003

 

MOVIMENTAÇÃO DE ARRECADAÇÃO DE ICMS EM SÃO GABRIEL DA PALHA EM 2003 (01/01 A 31/12/03)

 

 Retorno de ICMS e participação do café

 

RETORNO DE ICMS

R$

%

Total de S.Gabriel

Total gerado café

Total gerado Cooabriel

3.955.856,27

2.333.955,20

1.649.592,06

100%

59%

41,7%